domingo, 15 de abril de 2012

"we all need love"

A gente fala, fala e fala e nunca é sobre o que sente. Como se no fundo da alma houvesse uma falta que só pode ser cheia com algo que não admitimos o que seja. Estamos num mundo onde o amor deve ser desconsiderado, lutamos tanto por liberdade, independência e direitos iguais e esquecemos que o que verdadeiramente move o mundo é algo que não gostamos de pronunciar: amor. Na verdade, quando se para pra pensar na real raíz de todos os males, percebemos que é a falta dele. Hoje eu vi que a gente corre pra todos os lados, roda e roda e roda pra no final perceber que tudo que qualquer um quer é ser notado, é ser amado, é ser importante pra alguém. Talvez seja esta a co-dependência que tanto abomino, talvez este seja o tão errado fazer esperando algo em troca ou quem sabe, seja apenas o combustível pra levar a vida adiante.
Ouço falaram de amor próprio, mas já esqueci como é ser incentivada a amar ao próximo, já esqueci como é falar de relacionamentos sem lembrar de traumas, dores e decepções, como se de alguma forma fôssemos induzidos, desde a infância, a crer que amor deve sempre ser sinônimo de dor, amor deve sempre ser compatível com insegurança, instabilidade, desconfiança. Talvez aí esteja a chave, talvez a gente tenha deixado de amar (ou de fingir que não amamos) por não saber mais como confiar em alguém já que em algum momento percebemos que quando deixamos uma parte muito importante de nós ser "tocada" pelo outro, nos tornamos vulnerável, deixamos aberta a possibilidade de abandono.
Somos de um lugar onde estamos sempre indo embora, prontos pra partir rumo ao nosso interesse, ao que não interessa realmente, a seguir um caminho que a gente nem planejou apenas por medo de ficar, apenas porque olhar pro lado pode causar dor, apenas porque dar a mão inclui que um dia nossas mãos sejam abandonadas durante o percurso. A gente passa a vida inteira entranhado em lutas em vão, sem perceber que o mundo só precisa de amor, posso odiar Beatles, mas sei que eles tiveram um grande marco em toda a humanidade, não por terem revolucionado o estilo musical, mas por terem mandado a letra que até hoje relutamos pra entender e aceitar "we all need love", apenas de amor.

2 comentários:

  1. bem verdade. Vamos aprendendo.

    ResponderExcluir
  2. all you need is love, love is all you need. e eu não sabia que vc odeia beatles,kkkk! mesmo assim te amo!

    ResponderExcluir